Encontro Nacional dos Atingidos por Barragens. Foto: Joka Madruga

 

RIO DE JANEIRO – Durante os dias 1 a 5 de outubro de 2017, o Rio de Janeiro receberá o 8º Encontro Nacional do Movimento dos Atingidos por Barragens. Com o lema “Água e energia com soberania, distribuição da riqueza e controle popular”, o evento reunirá cerca de 4 mil atingidos de todas as regiões do Brasil.

Desde o último Encontro Nacional do MAB, que ocorreu em Cotia (SP) em setembro de 2013 e reuniu aproximadamente 3 mil pessoas, o movimento expandiu sua área de atuação – de 17 para 19 estados -, conquistou diversas vitórias, mas também passou a enfrentar novos desafios.

Para Alexania Rossato, da coordenação do MAB, o atual momento político brasileiro e latino-americano é grave e necessita do fortalecimento e união da esquerda nacional. “Apesar de crescimento do nosso movimento, o campo popular e a democracia brasileira sofreu um duro golpe. Vivemos um momento de grandes retrocessos e apenas com muita união e força do povo conseguiremos reagir”, analisa.

Objetivos

Os três principais objetivos desse 8º Encontro são: 1) consolidar a união entre campo e cidade, com o estreitamento da relação entre atingidos por barragens e trabalhadores do setor elétrico; 2) reafirmar a necessidade da criação de um modelo energético popular para o Brasil; 3) realizar uma grande pressão popular pela aprovação da Política de Direitos para as Populações Atingidas por Barragens (PNAB).

Além disso, o Encontro pretende reunir os atingidos por barragens de todo Brasil para celebrar a vida, partilhar vitórias, ampliar as conquistas, trocar experiências, consolidar nossa força própria e organização, discutir temas que afetam a vida cotidiana, planejar e decidir as futuras lutas.

Local e data

A escolha da cidade do Rio de Janeiro como local para sediar o 8º Encontro Nacional do MAB foi definida devido a grande importância geopolítica e potencialidade energética da cidade. Dentro do seu perímetro está grande parte do pré-sal, uma das maiores reservas de petróleo do mundo, a Petrobrás, um dos maiores e mais importantes patrimônios do povo brasileiro, e a Eletrobrás, estatal de energia elétrica. Atualmente, toda esta riqueza e patrimônio do povo estão sendo privatizados e entregues às empresas internacionais.

Para o MAB, é dever do povo brasileiro lutar para que tudo isso esteja a serviço dos trabalhadores e trabalhadoras. É um local que simboliza a luta na energia por soberania, distribuição da riqueza e controle popular.

SANTA ROSA – LANÇAMENTO

O lançamento do 8º Encontro Nacional do MAB em Santa Rosa ocorrerá dia 14 de março (terça-feira), às 14 horas, no auditório do SINDICOOP – AREDE, Avenida América, n° 785, no Dia Internacional de Lutas contra as Barragens!
O MAB conta com a presença de todos os ameaçados e das entidades parceiras!
NÃO A GARABI E PANAMBI!

*Com informações do MAB Nacional.

Pin It on Pinterest

Share This