do Sul 21

PORTO ALEGRE – Nesta sexta-feira (21), foi lançada a RedeCoop – Associação da Rede de Cooperativas da Agricultura Familiar e Economia Solidária. O evento que marcou o início do projeto foi realizado na sede do Incra, em Porto Alegre, e contou com a assinatura de 21 cooperativas singulares e duas centrais de 16 municípios do Rio Grande do Sul. A nova rede tem como objetivo viabilizar a logística, diminuir custos e potencializar a qualidade dos serviços e alimentos distribuídos no estado.

“A partir de agora vamos nos debruçar em cima deste trabalho, para torná-lo cada vez mais sólido e chegar a regiões aonde ainda não chegamos. Todas são bem-vindas”, ressalta o presidente da RedeCoop, Marcos Regelin, que também é administrador da CAAF (Cooperativa de Agricultores e Agroindústrias Familiares de Caxias do Sul). “Queremos baixar o custo do frete e oferecer produtos de boa qualidade.” Regelin foi eleito durante a assembleia de fundação, que elegeu também os conselhos administrativo e financeiro da entidade.

A ideia da RedeCoop é trabalhar de forma integrada para suprir a demanda pela variedade de alimentos, tanto nas compras públicas, quanto em cooperativas de consumidores, feiras, mercados, restaurantes e outras empresas privadas. Um dos focos é atender as exigências da Lei 11.947, que determina que no mínimo 30% do valor destinado à alimentação escolar seja aplicado na compra de alimentos da agricultura familiar. No ano passado, segundo o diretor técnico da Emater-RS, Lino Moura, apenas 16% desse valor foi executado no estado.

A rede tenta atender essa demanda, segundo Charles Lima, administrador da Coomafitt (Cooperativa Mista de Agricultores Familiares de Itati, Terra de Areia e Três Forquilhas). “A rede se torna um instrumento de conexão das várias organizações da agricultura familiar no estado. Ela encurta as distâncias e faz com que o alimento saia do agricultor direto para quem consome, com mais qualidade e preço justo para ambos”.

Outras 43 cooperativas já firmaram o termo e devem ingressar em breve na RedeCoop. O que colocaria 18,4 mil agricultores da rede de agricultura familiar integrados ao projeto.

A assembleia de fundação contou ainda com a presença de representantes do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), da Secretaria estadual do Desenvolvimento Rural (SDR), da União das Cooperativas de Agricultura Familiar e Economia Solidária (Unicafes), Emater, Conab, Incra, da Comissão de Meio Ambiente da Assembleia Legislativa do RS, além do prefeito de Terra de Areia, Aluísio Teixeira. Pelo menos outras 43 cooperativas já firmaram o termo e devem ingressar

Pin It on Pinterest

Share This