SANTA ROSA – A literatura flui com naturalidade na Escola Estadual Santos Dumont, pois durante todo o ano são desenvolvidas atividades de incentivo à leitura, oficinas literárias e campanhas para arrecadar livros, entre outras ações denominadas Polivros. Uma grande incentivadora é a professora e bibliotecária Maria Rosane Hansen, que dedicou atenção especial ao longo do ano aos estudantes que já são escritores em início de jornada.

O Polivalente tem em seus assentos escolares vários alunos que participaram do Projeto Jovens Autores, desenvolvido pelos escritores Clairto Martin e Débora Rodrigues, através da Editora Café Pequeno. Por isso, a escola em seus momentos de leitura incentivou os estudantes a apreciarem o conteúdo produzido pelos colegas. O interesse foi imediato, de modo que se viu a possibilidade de formar um grupo novo, do qual pudessem participar adolescentes e jovens da própria escola.

A Café Pequeno e a direção da escola, a cargo da professora Niraci Schmitz, com aval dos pais, ousaram desafiar os estudantes. Eis que, após um semestre de atividades, em encontros quinzenais no horário extracurricular, está concluído o primeiro livro dos jovens do Poli. “Sentido Inverso” tem lançamento agendado para quarta-feira, dia 13, no espaço da escola, com sessão de autógrafos dos 19 escritores e ilustradores que ousaram assinar seus primeiros conteúdos. Todo o material foi gerado nas oficinas. São contos, crônicas poéticas, poesias, reflexões e desenhos inspirados nas leituras em aula. Os temas abordados são diversos, com grande incidência aos dilemas da adolescência.

Luciana Kazmierczak, vice-diretora, em nome da direção da escola, argumenta que percebia o talento literário dos jovens e o desejo de mostrar esse potencial. Por isso, a parceria com o Projeto Jovens Autores da Editora Café Pequeno veio em hora muito apropriada. O Poli é o primeiro educandário a aceitar introduzir as oficinas de criação coordenadas por Clairto Martin, custeando as oficinas aos seus alunos.  

Pin It on Pinterest

Share This