SANTA ROSA – No dia 03 de setembro, o #SescSantaRosa contará com a super presença do cineasta e escritor Tabajara Ruas, para um enriquecedor bate-papo.

A oportunidade celebra uma semana intensa de cinema no Teatro do Sesc: de 03 a 06 de setembro, será realizada a Mostra Tabajara Ruas, com os filmes:

📅Dia 03 de setembro
Local: Teatro do Sesc
🕑19h30 – Bate-papo com Tabajara Ruas
20h – Filme:
🎬Netto Perde Sua Alma
Ficção Histórica | 2001 | 102 min | 14 anos

📅Dia 04 de setembro
Local: Teatro do Sesc
🕑19h30 – Filme:
🎬Netto e o Domador de Cavalos
Ficção Histórica | 2006 | 95 min | livre

📅Dia 05 de setembro
Local: Teatro do Sesc
🕑19h30 – Filme:
🎬Brizola Tempo de Lutas
Documentário | 2007 | 93 min | livre

📅Dia 06 de setembro
Local: Escola Visconde de Cairu
🕑19h30 – Filme
🎬Os Senhores da Guerra
Ficção histórica | 2016 | 114 min | 14 anos

O último filme será exibido na Escola Visconde de Cairu, com uma sessão de Cinema de Rua. São Pedro, seja bonzinho! 🙏🙏

Vagas limitadas! Retire sua senha no Sesc (55) 3512-6044.

TABAJARA RUAS

Marcelino Tabajara Gutierez Ruas, nascido em 11 de agosto de 1942, uruguaia­nense, é escritor, cineasta. Cursou Arquite­tura na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFGRS) e na Konge­lige Kunstakademi, em Copenhage. Ainda na Dinamarca, estudou cinema na High School, em Vejle. Em 1966, quando universitário, engajou-se em movimentos políticos que lutavam contra a ditadura. Exilado, viveu en­tre 1971 e 1981 no Uruguai, Chile, Argentina, Dinamarca, São Tomé e Príncipe e Portugal.

Tabajara Ruas possui 10 romances publicados no Brasil e em outros nove países, entre os quais estão “A região submersa”, “O amor de Pedro por João”, “Os varões assinalados”, “Perseguição e cerco a Juvêncio Gutierrez”, “O fascínio”, “O detetive sentimental” e “Netto perde sua alma”, título pelo qual recebeu, em 1996, o Troféu Açorianos de Melhor Romance. Em 2007 lançou o primeiro livro da trilogia infanto-juvenil “Diogo e Diana, meu vizinho tem um Rottweiler (e jura que ele é manso)”, escrito em parceria com Nei Duclós. O segundo volume, “A trilha da lua cheia” foi lançado em março de 2012.

Além disso, publicou folhetins, ensaios e artigos, participou de coletâneas, fez traduções e editou diversos livros. Em maio de 1992 o Jornal Zero Hora realizou uma enquete através da qual Tabajara Ruas foi escolhido como um dos dez melhores escritores da literatura gaúcha. Devido à importância de sua obra, o romancista recebeu, em 2001, o Prêmio Erico Veríssimo durante a 47ª Feira do Livro de Porto Alegre. No ano de 2004, em Brasília, foi condecorado com a ordem do Mérito Judiciário do Trabalho, no grau de Comendador.

No cinema, Tabajara Ruas atua desde 1978 como diretor, roteirista e produtor. Em 2001 dirigiu, juntamente com Beto Souza, o longa-metragem “Netto perde sua alma”, baseado em sua obra literária e vencedor de 14 prêmios em festivais nacionais e internacionais de cinema. Só no Festival de Cinema de Gramado o longa-metragem recebeu as seguintes premiações: Melhor filme, Melhor Música, Melhor Montagem e Prêmio Especial.

Texto: Andrei Barboza e Kimberly Lessing no site da UNISC.

Pin It on Pinterest

Share This