SANTA-ROSENSE VAI PARA ESPANHA APRESENTAR O PROJETO ESCRITOR DIGITAL

SANTA ROSA (RS) – O Bibliotecário Fabrício Schirmann Leão, da Biblioteca Pública Municipal Olavo Bilac, teve seu projeto “Escritor Digital” selecionado para participar do 3ª Convocatoria de Pasantías Internacionales 2018, “Bibliotecas: alfabetización y memoria sociocultural”, que se realizará em Madrid, na Espanha, no mês de novembro/2018.

Fabrício Schirmann Leão é bilbiotecário responsável pela Biblioteca Pública Municipal Olavo Bilac, em Santa Rosa.

 

Este evento é realizado anualmente pelo Programa Iberoamericano de Bibliotecas Públicas – Iberbibliotecas. O Projeto Escritor Digital  também estará inserido no IX Congresso Nacional de Bibliotecas Públicas em Logroño/La Rioja.

O evento espanhol é direcionado aos seguintes países: Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, Espanha, Colômbia, México, Paraguai e Peru. São selecionados 2 projetos de cada País.

O evento promove a realização de um estágio e o  compartilhamento de experiências entre todos os selecionados.

O objetivo do estágio é compartilhar as diferentes práticas de alfabetização que são desenvolvidas nas bibliotecas, em um momento de transição tecnológica, onde a conservação da memória cultural e o desenvolvimento de habilidades de aprendizagem adquirem cada vez mais importância.

O projeto do bibliotecário foi desenvolvido no decorrer das atividades do Conecta Educação, que está sendo desenvolvido  junto aos professores das Redes Municipal, Estadual e Privada, realizado pela Prefeitura Municipal de Santa Rosa e Agência de Desenvolvimento, desde 2017. A formação é ministrada pela Professora Maidi Dalri.

Fabrício afirma que “o projeto aprovado está em consonância com o Programa Espanhol de Estágios 2018, no que se  refere a alfabetização digital através do contato com novas tecnologias, juntamente com o incentivo à leitura e à escrita, aliando isso à memória social  trabalhada na escolha das obras, histórias pessoais, de comunidade e cultura artística.

Incentivar a leitura, através da tecnologia, é criar vínculos entre habilidades e competências essenciais para inserção social de crianças e jovens, contribuindo para a conservação da memória social de uma comunidade, por meio da produção de novas histórias que retratam a solução de um problema ou situação vivenciada pelos estudantes.

O Projeto de Santa Rosa oferece aos estudantes a possibilidade de produzir obras inéditas em diferentes formatos e disponibilizá-las em site específico. Desta forma contribui para mudar a relação dos alunos com a literatura; ampliar o hábito de leitura e torná-los protagonistas, escrevendo suas próprias histórias, além de aprender a familiarizar-se com diferentes linguagens e desenvolver habilidades importantes que os ajudam a tornarem-se mais expressivos; usar os recursos tecnológicos para o processo de aprendizagem e conhecer a arte e a cultura da sociedade na qual estão inseridos.

Neste sentido a maior contribuição do projeto será evidenciada na memória individual de cada estudante, e na memória coletiva de preservação de ideias e pensamentos de um determinado período para aquela comunidade”.

A viagem para Espanha será no período de 19 até 30 de novembro/2018.

Pin It on Pinterest

Share This